18 de junho de 2021

Mês do Meio Ambiente: Exposição aposta na arte como instrumento para despertar consciência ecológica

“Fauna”, da artista visual Ana Cahú, reúne mais de 70 telas e objetos na galeria do Complexo Cultural Teatro Deodoro que poderão ser visitados virtualmente

Artista visual autodidata, Ana Cahú é também advogada e tradutora juramentada ad hoc para a JUCEAL e o Tribunal de Justiça de Alagoas | Foto: Divulgação

Chamar atenção, por meio da arte, para a importância da preservação da natureza e de todas as espécies de animais: neste Mês do Meio Ambiente, essa é a grande mensagem que a artista visual contemporânea Ana Cahú quer levar ao público a partir do dia 17 de junho com a abertura da exposição “Fauna”, organizada pela Diretoria de Teatros do Estado de Alagoas (Diteal).

Ao todo, mais de 50 obras em acrílico sobre tela – de pequenas peças pintadas em troncos reaproveitados a gigantes telas com 3 metros de altura – estarão instaladas na galeria do Complexo Cultural Teatro Deodoro até o dia 31 de julho, que ganhará exibição virtual por meio do site diteal.al.gov.br, em virtude do atual decreto com as medidas de enfrentamento à Covid-19.

“Mesmo sabendo que não poderíamos receber pessoalmente o público nesse momento tão delicado, optamos por manter a data prevista para a exposição e realizá-la virtualmente, pois acreditamos que a arte e as reflexões que desperta nunca foram tão necessárias como agora”, diz Ana Cahú. “E parte do projeto que estamos preparando com especial carinho são as visitas guiadas virtuais para estudantes das escolas públicas, experiência que tem sido realizada com sucesso pelo Diteal durante a pandemia, ajudando a reaproximar as crianças e adolescentes do universo cultural”, completa.

No trabalho da artista nascida no Rio de Janeiro, mas radicada em Maceió há 35 anos, as cores intensas dominam as formas inspiradas nos mais diferentes animais, que aparecem ora isolados, ora completamente conectados – numa referência à interdependência dos seres e do meio ambiente. “Sempre penso na natureza quando pinto”, diz Ana Cahú. “As cores do Brasil estão nas obras, que são vibrantes, coloridas, alegres”, afirma. Admiradora de grandes nomes da pintura, como o austríaco Gustav Klimt (1862-1918) e o espanhol Miró (1893-1983), Ana traduz com vivacidade até mesmo cenas que lhe inspiram tristeza. Um exemplo é a obra “Queimadas 02”, pintada no período em que incêndios devastaram a Amazônia em 2020, nos quais o amarelo serve de fundo a diversos elementos.

Exposição “Fauna”, organizada pela Diretoria de Teatros do Estado de Alagoas (Diteal) | Foto: Divulgação

“São figuras de leitura naif, bidimensionais, elevando para obras dotadas de expressividade como outrora os fauvistas do século passado tiveram a responsabilidade de demostrar, no seu tempo, as mudanças sociais e filosóficas”, afirma o arquiteto e também pintor José Lúcio Santos, curador da exposição.

Além do público em geral ter a oporturnidade de passear virtualmente por toda a exposição “Fauna” montada no Diteal e de conferir detalhes das imagens das obras em alta resolução, representantes de grupos de escolas e de instituições sociais poderão agendar visitas guiadas online. Basta entrar em contato com o setor responsável pelo agendamento, coordenado por Cristiane Honorato, pelo telefone: (82) 3315-5660/ 98884-6885, de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h, ou pelo e-mail escolasditeal@gmail.com. O agendamento é gratuito.

Sobre Ana Cahú

Ana Cahú tem obras divulgadas em exposição em Maceió | Foto: Divulgação

Artista visual autodidata, Ana Cahú é também advogada e tradutora juramentada ad hoc para a JUCEAL e o Tribunal de Justiça de Alagoas. Nascida no Rio de Janeiro, onde ficou até os 7 anos, morou também em Manaus (AM) antes de estabelecer-se com a família em Maceió, em 1986.

O interesse pelo desenho e pelas formas coloridas vem desde a infância, talento incentivado pela mãe e também inspirado pela habilidade de suas duas avós: a paterna, no Rio de Janeiro, ensinava pintura em porcelana, madeira e tela; já a materna, que morava em Recife, pintava óleo sobre tela e aquarela. “Eu sempre apreciei as obras dela, pois tinham traços fortes e diversas cores”, conta Ana.

Na adolescência, seus desenhos alegres feitos com caneta hidrocor estampavam as capas dos cadernos dos amigos e cartões de aniversário e Natal. Até que, tempos depois, em janeiro de 2000, ao presentear um amigo – o arquiteto e também artista visual Lucio Santos, hoje o curador de sua exposição –, ouviu dele o estímulo que faltava para experimentar tintas e pincéis. “Desde então, nunca mais parei”, diz. Em 2005, após sua primeira exposição coletiva, com o Projeto Corredor das Artes, já participou de diversas outras mostras, até realizar em 2016 sua primeira exposição individual na sede da OAB/AL e vender trabalhos para clientes de outros Estados e até para fora do país.

Em dezembro de 2020, ao ter o projeto de sua exposição “Fauna” selecionado como um dos ganhadores do Prêmio Vera Arruda, viu a oporturnidade de expôr suas obras na galeria do Diteal. “Sempre que passava por lá, pensava que um dia minhas telas estariam ali”, diz. “É com muita emoção que vejo agora este sonho se tornar realidade.”

Serviço

Exposição “Fauna”, da artista visual Ana Cahu

De 17/06 a 31/07

Visite a galeria virtual em no site do Diteal: diteal.al.gov.br

Para grupos de escolas e instituições, agendamento gratuito das visitas virtuais guiadas pelo tel (82) 3315-5660/ 98884-6885, ou pelo e-mail escolasditeal@gmail.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *