Filme de Alagoano concorre ao Oscar de melhor obra estrangeira

O filme recebe direção do cineasta Cacá Diegues, que foi eleito o mais novo imortal da Academia Brasileira de Letras

Com direção do alagoano Cacá Diegues, o título “O Grande Circo Místico” irá representar o Brasil na disputa por uma indicação ao Oscar de melhor filme estrangeiro em 2019. O anúncio foi feito na manhã de terça-feira (11), na Cinemateca Brasileira, em São Paulo. Vale lembrar que o cineasta Cacá Diegues foi eleito como o mais novo imortal da Academia Brasileira de Letras, em agosto.

O filme conta com um enredo que passeia pelas cinco gerações de uma mesma família. O gru po é responsável pelo Grande Circo Místico desde 1910, em sua inauguração, até os dias atuais. O longa-metragem acompanha as aventuras e amores da família Kieps, desde seus momentos de prestígio até sua decadência. O filme une realidade, magia, poesia e um universo místico.

No ano passado, o filme “Bingo – O Rei das Manhãs” foi selecionado para representar o Brasil no Oscar de melhor filme estrangeiro. Com direção de Daniel Rezende, o longa não conseguiu avançar para as próximas fases. A última vez que o Brasil entrou para o top 5, foi em 1999 com “Central do Brasil, de Walter Salles. A obra foi vencida na disputa final pelo filme italiano “A vida é Bela”, de Roberto Benigni.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *